quinta-feira, 19 de março de 2009

À pedrada

Dois jornalistas do Diário de Notícias da Madeira foram apedrejados terça-feira à noite, durante uma reportagem sobre extracção ilegal de inertes na ribeira do Faial.
Um gesto inqualificável e já condenado pelo Sindicato, pela Quercus e muitos cidadãos. Pouco mais. Aliás, houve até alguém, que tem responsabilidades em todo este "banditismo" tolerado, que gozou com a agressão e com a "caca" que o DIÁRIO produz. Haverá dúvidas sobre a causa das coisas?

7 comentários:

Scherzan disse...

A notícia chegou ao Brasil:
http://ajudandonatureza.blogspot.com/2009/03/destruicao-do-meio-ambiente-na-ilha-da.html

www disse...

O Governo Regional e demais autoridades públicas deveriam existir, para proteger o cidadão e os superiores interesses da comunidade. A lógica deste saque escancarado, é sustentado por uma cumplicidade abjecta entre vários actores de poder público, que resignam-se à omissão escandalosa de fazer garantir e acautelar um bem colectivo. Mais. Todos estes cúmplices com responsabilidades de zelo e protecção, estão a dar um manifesto sinal de impunidade aos prevaricadores. A "caca" da notícia despoletada pelo DN-M e as agressivas reacções suscitadas, só adensa a suspeita de interesses obscuros à volta do lobby da construção, - porventura esses sim - , realmente fétidos e nauseabundos que conspurcam o exercício da nossa cidadania e a qualidade da nossa democracia.
Andre Costa

amsf disse...

As autoridades, a justiça, os políticos não façam qualquer coisa para manter as aparências e depois admirem-se que o poder caia na rua! Pelo menos mantenham as aparências! Esses srs não se esqueçam que também andam na rua ou que a "rua" pode-lhes pedir satisfações à maneira da "rua"!

Fajã da Ovelha disse...

Parece que afinal os "criminosos" são os jornalistas que retratam o que acontece na região. Triste vida, a nossa!

Anónimo disse...

a sociedade madeirense já chegou ao ponto de estar cada vez menos chocada este tipo de violência, que no fundo é apenas um reflexo de incompetência das pessoas associadas ao governos regional

Anónimo disse...

Força.Esperamos pelas verdades de logo à noite! Se quiserem montaremos segurança à porta da RTP-M

J.Madeira disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.