domingo, 1 de fevereiro de 2009

"As Iludências aparudem"

Vi o "Voz do cidadão" sobre a televisão da Madeira e, tirando os pontos de situação feitos por quem sente o problema por dentro, fiquei de boca aberta.... já entrou moscas e tudo. Não é possível "vasculhar" tudo mas há coisas estranhas. Apareceu lá um jovem a lamentar que o "dossier de imprensa" seja aquele coisa chata...uma conversa de compadres, disse ele. Ora bom. Sei que há quem não goste do programa mas também sei que é significativo o número de telespectadores que mesmo discordando de alguns pontos de vista ali expressos, não perde um programa. É por isto que não se pode levar à letra tudo o que nos impingem na televisão. eheheh!

12 comentários:

Scherzan disse...

Pergunto onde se pode ouvi/ver na integra o dito programa. Tenho mesmo curiosidade.
Quanto a esse rapaz, coitado. É daqueles que provavelmente só vê telenovelas e tem problemas sérios em reconhecer o seu papel nesta sociedade. Pelos visto, não deverá ter nenhum, LOGO, a sua opinião pessoal sobre o programa pouco conta.
Bem hajam por fazer algo de diferente e produtivo pela sociedade madeirense.

Anónimo disse...

Era mesmo um rapaz?

3RRR disse...

Além de colegas de profissão, não os sabia compadres...
Pessoalmente discordo dessa opinião pois sigo atentamente o programa.
Continuem porque são uma lufada de ar fresco na programação regional.

Donato Paulo Vares Macedo disse...

Olá "compadre" Roquelino.
Venham lá esses compadres todos com seus contributos. Sois um oásis simpático e necessário de "salutar compadrio", pelo que não perco uma pitada das vossas contribuições.

Anónimo disse...

Olá. Eu também sou um seguidor atento do programa e achei piada o rapaz dizer que parecem a Quadratura do Circulo. O que choca com a conversa de compadres. Acho que é um dos melhores programas da RTP/M, onde há diferentes pontos de vista. Muito bom. Mas também admito que possa haver quem não goste.

Anónimo disse...

Temos vistos algumas criticas peregrinas ao vosso programa... Chato é coisa que não é... Conversa de compadres?... Bom,cada um tem direito à sua opinião... Mas, o que eu vejo, é que para além do profissionalismo e das convicções que cada um dos jornalistas coloca no programa há um cuidado de oferecer aos telespectadores elevação, respeito pela diferença opinativa, aspectos que contrastam com as discussões habitualmente ébrias e tresloucadas, porque nada fundamentadas, dos "compadres"...
Mais, ali está um exemplo de que o nosso défice democrático é prejudicial...(estou a ser sarcástico...)
À RTP-M só tenho que agradecer a ideia, a coragem, a visão e o trabalho de serviço público que tem feito... Merecia ser mais acarinhada e não criticada sem sentido...
AH! Já agora, não prejudicquem a boa imagem com comparações com programas como a Quadratura do Circulo... O Dossier de imprensa é feito com gente que conhece o povo, para o povo e para quem precisa de ficar a conhecer o povo. Não é um derramar de ideias, de estratégias e de arranjos elitistas para orientar a alma e as decisões dos portugueses...

Assinado: MPF

Anónimo disse...

Este rapaz é o exemplo de que a Madeira Nova não se serviu do betão só para túneis,viadutos,mamarrachos,etc. Também substituíu na cabeça de certas criaturas a massa cinzenta por betão cinzento!

Donne disse...

Eu venho demonstrar a minha solidariedade com o programa, é o unico de jeito que há...
E concordo perfeitamente ali com o ammigo anonimo, os jovens e a populaçao em geral ´nao precebe o teor destes programas...
POrque nao teve uma educaçao direccionada pra isso...
E de salientar que a culpa não é dos jovens mais sim, do sistema de ensino, e deste regime.

Anónimo disse...

Gosto do programa embora de vez em quando, conforme os temas abordados, dou por mim a dar saltos no sofá com algumas opiniões que oiço e com as quais discordo totalmente. No entanto considero que é essencial que num programa de debate existam posições polémicas e diferentes e isso acho que acontece no DI.
Penso que existe algum exagero em muitos comentários quando mete terceiros ao baralho sem que os mesmos se possam defender.Infelizmente isso é assim em todo o lado, o que não deixa de ser injusto.
Mesmo com estes reparos que continue o programa por muito tempo!
Mafalda "A Contestatária"

Carlos disse...

é importante haver um programa assim porque faz-me pensar muitas vezes, apesar de ser realmente uma conversa de compadres, porque existe as vezes demasiada cumplicidade na abordagem dos temas, principalmente quando é para dizer bem dos governantes locais quando são comparados aos que estão alem mar, e esquecem-se nesses momentos a quantidade de injustiças dos quais os mesmos são os únicos responsáveis

Anónimo disse...

Este Carlos será inglês?

Carlos disse...

Anónimo disse...

Este Carlos será inglês?


- - - - - - - - - - - - - - - - -

este Carlos é filho de Madeirenses (residente no norte da ilha "campónio") que escreve noutras línguas do que apenas Português e Inglês.....